Tratamento da Anemia


A administração profilática de hematínicos (ferro, ácido fólico, vitamina B12) sempre deve ser considerada.
1. Tratar deficiências de ferro
– Ferro intravenoso (IV), por infusão salina, como exemplo, o sacarato de hidróxido férrico (dose de 3 a 5 mg/kg/dia e máximo de 200 mg/dia) ou a carboximaltose (dose 15 mg/kg e máximo de 1.000 mg em infusão única) pode repor as reservas de ferro mais rápida.
– Ferro via oral: sacarato de hidróxido férrico (Ex. NoripurumR 100 mg duas vezes ao dia) ou glicinato férrico (NeutroferR 300-500 mg 1 vez ao dia).
2. Terapia com Eritropoietina Humana recombinante (r-Hu-EPO)
– Dose padrão no adulto: 600 UI/kg/semana. Exemplo: Paciente de 70 Kg, aplicar intravenoso 42.000 UI por semana após diluição em 50 ml de SF 0,9%.
– Doses mais alta no adulto: 150-300 UI/kg em intervalos de 24-72 horas, quando houver ineficácia ao tratamento ou na vigência de infecção.
– Dose em criança: até 200 UI/kg/dia (1.400 UI/kg/semana em doses divididas) tem se mostrado segura e bem tolerada em crianças.
Em anemia grave, o uso concomitante de ferro intravenoso pode potencializar a resposta aos agentes eritropoiéticos.
A terapia agressiva para anemia não deve ser retardada até o nível de hemoglobina cair a níveis críticos.

2017 © Copyright - Bloodless

Interaktiv