Efficacy of red blood cell transfusion in the critically ill: A systematic review of the literature

Nesta revisão sistemática da literatura, verificou-se que dos 45 estudos clínicos revisados, envolvendo 272.596 pacientes, em pelo menos 42 deles o risco da transfusão de sangue não supera o benefício proposto pelos médicos. Em 2 estudos o resultado foi neutro. O artigo evidenciou que as transfusões de sangue estão associadas com maior risco de morbidade e mortalidade e, além disso, a prática transfusional deveria ser reavaliada. Finaliza dizendo que o médico transfusionista deveria avaliar o risco para o paciente antes da aplicar sangue mediante uma transfusão.

Marik PE and Corwin HL. Crit Care Med 2008; 36:2667–2674