Impact on early and late mortality after blood transfusion in coronary artery bypass graft surgery

Os autores também demonstraram que a transfusão de glóbulos vermelhos foi um fator preditor independente de morte após Cirurgia de Revascularização Miocárdica em uma população de 1.888 pacientes. Mesmo em um subgrupo de pacientes de baixo risco (idade < 60 anos e com EuroSCORE ≤ 2%), houve significativamente mais óbitos no grupo que recebeu sangue alogênico (sangue de outra pessoa). Finalizam o artigo dizendo: “Novas opções terapêuticas e estratégias de gerenciamento e conservação do sangue autólogo devem ser estimuladas para reduzir as transfusões de hemoderivados”.

Antonio Alceu dos Santos, Sousa AG, Thomé HOS, Machado RL and Piotto RF. Rev Bras Cir Cardiovasc 2013;28(1):1-9.